1 fev 2021

Os maiores mitos sobre o colchão

Colchões

Quem quer conforto e uma boa noite de sono, precisa saber escolher o produto ideal. No entanto, muitos mitos sobre o colchão podem confundir na hora da escolha do produto ideal, o que pode gerar mais dúvida e o resultado disso pode ser muito ruim para a qualidade da sua saúde.

É fundamental ficar atento em seu peso e altura no momento em que for adquirir um colchão. O mais importante é cuidar das informações sobre o produto, checar se ele atende a tudo aquilo que seu corpo necessita.

Neste post, listamos alguns mitos sobre os colchões e esperamos te ajudar a comprar o colchão ideal.

Quais são os principais mitos sobre colchão?

1. O mais caro é o melhor

Nem sempre, é claro que cada empresa opta por utilizar matérias primas diferentes, algumas buscam o que é mais barato e outras buscam matérias primas de primeira, o que acaba encarecendo o produto, em contra partida a sua durabilidade aumenta.

Os colchões mais baratos podem não ser ruins, a questão é a durabilidade, utilizar tecidos e espumas inferiores, diminui drasticamente o tempo de uso do colchão.

Ao escolher o colchão, é preciso ficar atento a estes detalhes, além é claro do que é melhor para seu corpo.

2. O colchão mais “duro” é o melhor

Muitos acham que quanto mais “duro” é o colchão, melhor para a coluna.

O que você deve observar na hora de comprar seu produto é o seu biotipo, normalmente a densidade média é a escolha dos usuários, mas você deve se ater ao seu peso também e buscar o produto que atenda esses requisitos.

O colchão deve manter sua coluna reta, para que não haja pressão e não prejudique sua saúde.

3. O colchão magnético cura doenças

O colchão magnético auxilia no alívio de dores lombares e doenças como artrite e artrose além de melhorar a circulação sanguínea.

Por conter ímãs magnéticos e infra vermelhos longos, este tipo de produto é benéfico para a saúde, mas atenção ele não é milagroso como algumas empresas pregam.

4. O produto deve ser trocado quando começa a deformar

Nem sempre, você deve seguir a recomendação do fabricante, mas também depende de como é o cuidado do produto.

Os nossos colchões tem validade de 10 anos (clique aqui e veja nossos termos).

Se o produto começou a deformar, é sinal que venceu a um tempo ou se estiver dentro da validade, você deve entrar em contato com o fabricante para que eles possam avaliar.

5. O colchão ortopédico é duro

Há quem acredite nisso, que colchões ortopédicos são duros.

Nossos produtos são desenvolvidos para se moldar ao corpo do usuário de acordo com o biotipo de cada pessoa.
Ou seja, também proporcionam conforto ao dormir, se for adequado ao seu perfil.

Gostou desses esclarecimentos? Siga nossas redes sociais e acompanhe nossos conteúdos.

Imagem destacada: designed by Freepik

colchão colchão de espuma colchão ortopédico mitos sobre o colchão qualidade de vida saúde sono

Compartilhe

«
»

Comentários


Open chat
Olá! Como podemos te ajudar?